Conecte-se Conosco

Celebridades

Dra. Michelle Rocha explica porque muitos homens agridem mulheres e não são presos

Publicado

em

A advogada explica essa situação baseada no caso do agressor Thiago Brennand.  

Acompanhando os noticiários de TV percebemos que a violência contra as mulheres vem crescendo consideravelmente, mesmo com leis vigentes que servem para punir quem comete este crime, vemos que os números de agressões e feminicídio vem crescendo consideravelmente em todas as regiões e classes sociais.  

Um dos casos que vem ganhando grande repercussão na mídia e nas redes sociais, é o do empresário Thiago Brennand que agrediu a modelo Alliny Helena Gomes em uma academia em São Paulo.   

Toda a agressão foi registrada pelas câmeras da academia, e mesmo com provas concretas, o agressor foi liberado da delegacia, isso gerou uma grande revolta para a sociedade. Depois da exposição deste caso na imprensa, surgiram novas acusações, e toda essa pressão fez com que a justiça expedisse o mandado de prisão.  

Assim como o Brennand, outros agressores também são liberados e respondem ao processo em liberdade, e quando há condenação suas penas não passam de 9 meses em regime aberto, ou seja, em 99% dos casos, os agressores continuam impunes e em liberdade.   

A problemática se instala na questão de não ter sido preso em flagrante, no Brasil, a pessoa só pode ser presa em flagrante delito, ou por pedido de prisão preventiva, contudo há requisitos que devem ser preenchidos para que ocorra a prisão imediata.  

O crime que Brennand “supostamente” cometeu nos vídeos, foi o previsto no artigo 129, do Código Penal, sendo uma pena prevista de 3 meses a 1 ano de detenção. O mesmo responderá ao processo em liberdade, devido não ter sido pego em flagrante delito, e caso seja condenado pode responder e ter fixado o regime aberto.  

O que nos faz cada vez mais ver como a atual legislação desestimula as mulheres a denunciar os agressores, porque com a liberdade pode haver o risco de uma possível retaliação.  

Esse caso ainda deixa a sociedade mais perplexa pelo fato de o agressor querer justificar a sua fúria, como se a mulher tivesse culpa em ter sido agredida. Não existe justificativa para agredir uma mulher.  

As mulheres não podem ser silenciadas, tratadas como loucas, nenhuma violência é culpa da vítima.  

 

Para mais informações, conheça o trabalho da Dra. nas redes sociais.    

Michelle Rocha é advogada, escritora, especialista no direito da família e das mulheres.   

Instagram: @dra.michellerocha  

 

Crédito da imagem: Christoper Schramm  

Celebridades

Metturo e Odoguiinha vivem um romance, veja!

Publicado

em

De

Metturo, ex-ator mirim da novela infantil do SBT ‘Carrossel’, tem 26 anos e está provando que o amor não tem idade. O pernambucano Mateus de Oliveira Gomes Silva que interpretou “Théo” na novela “Corações Feridos” e foi dublê na novela mirim, está namorando o cantor vitoriense Odoguiinha, de 18 anos, há quase 2 meses. Ambos são de Pernambuco e conforme apurado, o casal se conheceu através de um aplicativo de relacionamentos. Metturo compartilhou para os fãs que está vivendo mais uma nova fase em sua vida amorosa, dessa vez, ao lado de Odoguiinha.

 

A edição em que o ator Metturo participou marcou a geração de novas celebridades que cresceram e fazem sucesso atualmente, como Thomaz Costa, Larissa Manoela e Maisa.

 

 

Odoguiinha é um cantor, ator e compositor brasileiro, filho da influencer Ana Paula Gomes e do designer André Fernando Lima, conhecido pelo seu talento desde os 5 anos de idade. Odoguiinha é experiente em diversas áreas. Atualmente mora em Pernambuco e tem cerca de 1 milhão de seguidores em seu perfil do Instagram e 2 milhões somando suas redes sociais. Recentemente, o artista lançou ‘Muero Por Tenerte’, single em espanhol que alcançou o 3° lugar no iTunes Brasil. Odoguiinha é empresariado pelo empresário ‘Vinicius Henuns’, conhecido por trabalhar com estrelas do mercado latino.

Continue lendo

Celebridades

Como ser relevante nas redes sociais com à Viralmax

Publicado

em

De

 

Pós-COVID 19, as redes sociais experimentaram uma expansão notável em termos de seguidores e alcance. Com o público tendo mais tempo em casa e no mundo digital, muitos se voltaram para as redes sociais para se manterem conectadas com o mundo exterior. Isso resultou em um aumento na participação e no número de seguidores em várias contas do Instagram.

 

A viralmax.app trás um painel SMM, excelente com uma ferramenta que permite a venda de seguidores de forma segura. Este painel é uma plataforma totalmente segura que facilita a gestão de suas redes sociais, permitindo o aumento de sua presença online de maneira eficaz e segura.

 

Viralmax foi fundada em 2022, com intuito em ajudar influenciadores a conquistar mais seguidores e engajamento nas redes sociais de forma real e rápida, podendo comprar serviços para: Instagram, Tiktok, Kwai, YouTube e outras. Na Viralmax você consegue comprar à partir de R$ 0,99 centavos. A empresa foi criada pela Megasmm e, está sendo uma das mas procuras do momento.

Continue lendo

Celebridades

Salete Campari marca presença na 3ª Parada LGBT+ de Capão Redondo

Publicado

em

De

A drag queen Salete Campari desfilou com orgulho na 3ª Parada LGBT+ de Capão Redondo, levando uma mensagem de resistência e esperança para a comunidade LGBT+. Com seu carisma inconfundível, Salete falou sobre a importância da continuidade da luta por direitos e igualdade.

Salete reforçou a necessidade de apoio mútuo e a importância de cada indivíduo na construção de um futuro mais inclusivo, a drag queen explicou que cada passo que dado é um passo em direção à garantia de mais direitos para a comunidade, “A parada LGBT+ não é só uma marcha por diversão, é política é resistência”, disse ela.

Salete parabenizou a família Stronger, que são os organizadores da parada, a APEOESP, os trabalhadores que ajudaram na limpeza do local e todos que apoiaram a parada, ela finaliza “É fácil apoiar a parada LGBT+ da Paulista, mas nas periferias, onde há falta de recurso e segurança é difícil de ver esse apoio”.

A 3ª Parada LGBT+ de Capão Redondo, reforça o tamanho da comunidade na região, e a necessidade de um olhar maior dos nossos governantes para esta região. Somos o país que mais mata pessoas trans, isso não pode continuar dessa forma, a comunidade clama por mais respeito.

Fotos: Leh Sanuty 

Continue lendo
Propaganda

Destaque