Conecte-se Conosco

Turismo

Tudo que Você Precisa Saber Antes de Fazer um Safári na África

Publicado

em

Um safári na África é uma experiência transformadora que oferece encontros únicos com a vida selvagem e paisagens deslumbrantes. No entanto, para garantir que a aventura seja segura e gratificante, é essencial estar bem preparado. A seguir, reunimos informações e dicas valiosas com a ajuda de Carol Caro, especialista em destinos exóticos e líder da Excursy, agência especializada em safáris africanos.

1. Escolha do Destino

“A África é um continente vasto com uma variedade incrível de parques nacionais e reservas de vida selvagem”, explica Carol. Os destinos mais populares incluem o Parque Nacional Serengeti na Tanzânia, conhecido pela migração anual, e o Parque Nacional Kruger na África do Sul, que oferece uma das melhores infraestruturas para visitantes. Outras opções incluem o Delta do Okavango em Botsuana e a Reserva Nacional de Masai Mara no Quênia.

2. Melhor Época para Visitar

A melhor época para um safári varia dependendo da região e do que você espera ver. “Para quem deseja observar a grande migração na Tanzânia, os melhores meses são de julho a outubro. Já para avistar predadores em ação, os meses de estiagem, geralmente de junho a outubro, são ideais, pois os animais se reúnem em torno dos poucos pontos de água”, aconselha Carol.

3. Saúde e Vacinação

Antes de embarcar para a África, é crucial verificar as vacinas necessárias. “Vacinas contra febre amarela, tétano e hepatite A são geralmente recomendadas, além da profilaxia contra malária em áreas endêmicas”, informa Carol. Além disso, é recomendável contratar um seguro viagem que cubra condições médicas emergenciais.

4. O que vestir no Safari

  • A melhor maneira de se aproximar da vida selvagem é misturar-se o máximo possível com o ambiente, tornando-se neutro. Use roupas verdes, marrons e cáqui para não atrair atenção desnecessária. Para a África do Sul, cáqui é a cor recomendada.

  • Os tecidos leves e respiráveis minimizam o ruído ao caminhar. As camadas são uma ótima maneira de levar luz, mas permanecer aquecido. As temperaturas podem ser amenas nos safaris matinais, quentes à tarde e frias à noite. As camadas permitem que você remova a roupa para ficar confortável conforme as temperaturas flutuam.
  • Camisas arejadas de mangas compridas com gola protegem seus braços e pescoço do sol.
  • Calças de combate são perfeitas com muitos bolsos para guardar sua câmera, protetor solar e binóculos.
  • Uma jaqueta leve ou lã é ótima para uma camada extra de calor caso você precise. O velo é ótimo porque também seca rápido.
  • Os tênis confortáveis são adequados para a maioria dos safáris, até mesmo para safáris a pé. Você pode esperar entrar e sair do veículo de safári com frequência e fazer algumas caminhadas leves pelo mato.
  • Os chapéus são uma forma fantástica de proteger a cabeça e o rosto do sol em um veículo de safári aberto e têm o benefício adicional de reduzir o brilho para uma melhor visualização da caça.
  • Óculos de sol devem ser usados para bloquear os raios nocivos e os óculos polarizados cortam o brilho para garantir que você não perca nada.
  • Não se esqueça de levar traje de banho se sua pousada tiver piscina.

O que NÃO vestir no Safari

  • Não traga roupas de cores vivas ou estampas ocupadas. Isso chamará a atenção para você e assustará a vida selvagem
  • Evite roupas camufladas, pois alguns países africanos reservam esse padrão apenas para militares.
  • As cores escuras atraem o tsé-tsé, então fique longe de roupas azuis escuras ou pretas – elas causam uma mordida dolorosa!
  • Roupas claras mostrarão rapidamente a sujeira e manchas, já que em ambientes naturais é comum encontrar poeira, lama e sujeira.

Respeito à Vida Selvagem e às Normas Locais

O que fazer:

  • Siga as regras e regulamentos do parque. 
  • Ouça o guia e siga as instruções dadas por ele. É vital respeitar as regras do parque e manter uma distância segura dos animais em seu habitat natural. 
  • Respeite os animais e mantenha uma distância segura. 
  • Observe os animais com calma e evite fazer barulhos altos ou movimentos bruscos.
    Embale todo seu  lixo e jogue em local adequado. 

O que NÃO fazer:

  • Alimentar os animais ou deixar a comida sem vigilância.
  • Aproxime-se muito dos animais ou tente tocá-los.
  • Faça barulhos altos ou movimentos bruscos que possam assustar os animais.
  • Use fotografia com flash ou perturbe os animais durante os momentos de descanso ou alimentação

“Lembre-se de que estamos em seu habitat e devemos observá-los sem interferir em seu comportamento natural”, enfatiza Carol. Também é importante apoiar práticas de turismo responsável que contribuam para a conservação ambiental e para o bem-estar das comunidades locais.

6. Escolha do Guia e do Operador de Safári

Um bom guia faz toda a diferença em um safári. Opte por operadores de safári com boas avaliações e que empreguem guias locais experientes. “Guarde um tempo para pesquisar e escolher um operador que respeite as diretrizes de turismo sustentável e sua segurança pessoal”, recomenda Carol.

Conclusão

Um safári africano é mais do que uma viagem; é uma imersão em um mundo diferente que exige preparação e respeito pelo ambiente e pelas culturas locais. Com essas dicas de Carol Caro da Excursy, sua aventura na África certamente será inesquecível e enriquecedora.

Continue lendo

Ciência

Saúde feminina: a conexão essencial entre o cuidado físico e mental

Publicado

em

De

A influência do cuidado integral na saúde da mulher revela dados importantes para prevenir doenças; aponta pesquisa

Estresse crônico e depressão podem exacerbar condições físicas como doenças cardíacas e artrite. É o que mostram pesquisas globais, como nos relatórios da American Psychological Association com Stress in America, que exibe o aumento de inflamações a partir dessas causas, prejudicando o sistema imunológico. Esses achados destacam a necessidade de integrar o cuidado da saúde mental ao físico, ressaltando como o bem-estar emocional influencia diretamente na saúde física e aumenta a demanda por serviços que cuidem tanto do corpo quanto da mente.

Em Salvador, essa abordagem de saúde, que conecta o bem-estar físico ao mental, está transformando a forma como as mulheres gerenciam o autocuidado. Em meio ao aumento da conscientização sobre os desafios de saúde mental, considerados como o mal do século efeito pós-pandemia, surge uma discussão importante sobre como os cuidados físicos podem contribuir para a estabilidade. Essa filosofia de cuidado integrado é aplicada para enfrentar não apenas as doenças físicas, mas também para fortalecer o suporte emocional e mental das mulheres. Esta abordagem melhora não apenas os resultados clínicos, mas também promove uma maior sensação de controle e empoderamento entre as pacientes.

Profissionais de saúde da Bahia, como médicas, nutricionistas e psicólogas, estão cada vez mais focadas em tratar a saúde da mulher de maneira holística. Observa-se que condições físicas, especialmente aquelas relacionadas à saúde reprodutiva e mamária, podem ter impactos significativos na saúde mental. Assim, o tratamento não se limita à intervenção médica, e inclui uma rede de suporte psicológico que ajuda as mulheres a lidar com o estresse, ansiedade e outros desafios emocionais decorrentes de questões de saúde.

A renomada Dra. Anna Paola Noya Gatto (@dra.annapaolagatto), mastologista e CEO da Clínica da Mulher, eleita por unanimidade para a posse na Câmara Técnica do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (CREMEB), reforça: “Integrar o atendimento médico com o apoio psicológico é fundamental para o tratamento eficaz. Por isso, cuido da saúde integral das minhas pacientes, analisando o mental como um componente crucial que pode influenciar a recuperação física e vice-versa”, comenta a especialista em saúde da mulher.

A Clínica da Mulher se destaca por complementar o tratamento médico com serviços de nutrição e outras necessidades de saúde das mulheres, de forma abrangente. Especialmente em tratamentos como os de saúde mamária, onde o impacto emocional é significativo, a clínica reconhece a importância de tratar tanto o corpo quanto a mente.

Este modelo de cuidado holístico está ganhando reconhecimento por seu potencial transformador no Nordeste, demonstrando que a saúde plena é alcançada através do tratamento integral do ser humano.

“Esta crescente demanda por um cuidado que considere todas as dimensões da saúde está mudando paradigmas e reforçando a necessidade de tratamentos que cuidam tanto do corpo quanto da mente”, conclui a doutora Anna.

Continue lendo

Cultura

Um grande aumento nas vendas online. Uma empresa que destaca-se em criação de lojas online e sites á a Mox Mídia do Brasil.

Publicado

em

De

Hoje em dia, podemos afirmar que é fundamental ter um site profissional para vender online seus produtos e serviços, além de contextualizar o público sobre a sua empresa. Além disso, para grande parte dos negócios, o segmento online representa uma quantidade significativa das vendas, tanto orgânicas quanto via campanhas.

Na Mox Mídia, toda a nossa inteligência tecnológica é voltada a desenvolver produtos ou sistemas para suprir a necessidade dos nossos clientes. Criar um website ou um sistema de gestão requer muito mais do que uma ideia ou uma equipe de programadores. Requer um time que analise os seus processos, entenda suas necessidades e construa uma solução definitiva para o seu problema.

Um website precisa ter um conteúdo único, explicativo, vendedor e bem escrito. Mas não podemos esquecer de manter a estrutura perfeito para buscadores. Este é o segundo fator mais importante para o sucesso da sua empresa no Google.

Nossa preocupação é construir uma base sólida para humanos e para a máquina, seguindo uma semântica ideal para indexar o seu site e trazer bons resultados orgânicos.

Um grande aumento nas vendas online. Uma empresa que destaca-se  em  criação de lojas online e sites á a Mox Mídia do Brasil.

CONTATO:

Site:https://moxmidia.com.br/
E-mail: moxmidia@moxmidia.com.br
Telefone/ Whatsapp: (41) 9 9735-5599

 

Continue lendo

Turismo

Ilha da Madeira comemora 25 anos da Floresta Laurissilva como Patrimônio Mundial da Unesco

Publicado

em

De

Atração é considerada uma herança ambiental de valor imensurável para o destino e o mundo

A Ilha da Madeira é um destino português famoso por sua natureza exuberante, com vegetação exótica e colorida e paisagens dramáticas, que incluem penhascos debruçados sobre o mar, jardins com flores únicas e, em especial, uma floresta de conto de fadas que mais parece cenário de filme: a Floresta Laurissilva – que, em 2024, comemora 25 anos listada como Patrimônio Mundial da Unesco.

Considerada uma herança ambiental de valor imensurável, esta floresta de cerca de 20 milhões de anos está presente em uma porção pequena e privilegiada do globo: a Macaronésia, região onde se encontram os arquipélagos Madeira, Açores, Canárias e Cabo Verde. No entanto, é na Madeira que fica a maior e mais bem conservada extensão deste ecossistema, somando cerca de 15 mil hectares que correspondem a 20% do território da ilha.

Esta floresta úmida subtropical é composta majoritariamente por espécies endêmicas da Macaronésia, com destaque para as árvores centenárias, em especial da família das lauráceas (às quais a Laurissilva deve o seu nome) que são frondosas e imponentes, como o loureiro, o til, o barbusano e o vinhático. Como é um ecossistema úmido, mesmo os troncos das árvores são cobertos por musgo, o que deixa a floresta ainda mais verde. Complementando o visual grandioso estão orquídeas da serra, gerânios cor-de-rosa e os belíssimos massarocos, que colorem o cenário de violeta.

E os visitantes podem conferir toda essa beleza natural de perto em alguns trechos da floresta, percorrendo veredas e levadas que cruzam esta enorme mancha verde no território madeirense. Vale ressaltar que as levadas da Madeira integram a Lista Indicativa de Portugal a Patrimônio Mundial desde 2017 e, em 2023 se tornaram candidatas oficiais ao Patrimônio Mundial da Unesco.

As levadas representam um antigo sistema de canais de irrigação, construídos há mais de 400 anos, que levam água da parte norte da ilha para a região sul, somando mais de 200 levadas ao longo de cerca de 3 mil quilômetros. Existem percursos para todos os gostos e todos os ritmos. Assim, qualquer pessoa, de qualquer idade, pode explorar as veredas e as levadas da Madeira. São dezenas de percursos e incontáveis cenários para apreciar em caminhadas e outras atividades pela Floresta Laurissilva.

Entre as possibilidades estão a Levada dos Cedros, com 7,2 quilômetros de extensão, o Caminho do Norte, com 3,2 quilômetros e uma belíssima vegetação, e a vereda das Funduras, com 8,7 quilômetros e uma vista arrebatadora oferecida pelo Mirante da Portela logo no início. Outro ponto que mais parece uma floresta de contos de fadas é a Vereda do Fanal, uma trilha que percorre trechos da ilha que estão acima de 1,1 mil metros de altitude, o que significa que a área constantemente se cobre com neblina, dando um ar mágico ao local, onde há também tis centenários e magníficos, árvores endêmicas da laurissilva da Macaronésia.

Sobre a Ilha da Madeira

Considerado o melhor destino insular do mundo, a Madeira é um pequeno paraíso português situado em meio à imensidão do Oceano Atlântico. De origem vulcânica, sua localização privilegiada proporciona clima ameno e mar com temperatura agradável o ano inteiro, além de impressionantes cenários de montanhas, vales e penhascos, todos cobertos pela exuberante vegetação Laurissilva, nomeada Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco. O arquipélago é formado por um conjunto de ilhas, sendo Madeira e Porto Santo as principais e únicas habitadas. Há excelentes opções em balneários, monumentos históricos e ótimos hotéis e restaurantes, onde se pode provar a deliciosa gastronomia e os premiados vinhos madeirenses. Para mais informações acesse www.madeiraallyear.com.

Continue lendo

Destaque